PF PEGA MALAFAIA. OU: O BRASIL PRECISA URGENTEMENTE DE UMA REFORMA ESPIRITUAL!

Alvo de condução coercitiva, pastor Silas Malafaia chega à sede da Polícia Federal em São Paulo – Foto: Chello/Frame Photo/Folhapress

Não vou julgar precipitadamente o pastor Silas Malafaia. Não sei se ele, de fato, está envolvido neste caso da fraude em cobrança de royalties de minério. Temos que aguardar o desenrolar das investigações da Operação Timóteo (saiba mais aqui). Contudo, não deixa de ser irônico ver um pastor de forte discurso moralista sendo investigado pela Polícia Federal como suspeito de fazer parte de uma organização criminosa.

Na verdade, não chega a ser novidade depararmo-nos com nomes de líderes religiosos influentes envolvidos em casos de corrupção política. Recentemente, tivemos um escândalo de lavagem de dinheiro envolvendo o padre Moacir e o ex-senador Gim Argello, em Brasília (ver aqui). Embora a situação do Silas seja diferente, a grande repercussão do seu caso se deve à contradição ao seu jeito estridente e colérico na defesa dos valores morais da fé cristã.

Malafaia postou um vídeo na tarde desta sexta-feira negando seu envolvimento na fraude dos royalties de minério (assista aqui), mas é a Polícia Federal que vai dizer se ele tem ou não culpa no cartório. Aguardemos.

No entanto, creio que muitas pessoas devam estar se perguntando o que está acontecendo com o Brasil?

Fato é que o nosso país não está vivenciando somente uma crise política, está vivenciando também, há muito tempo, uma enorme crise espiritual.

Portanto, a meu ver, além de uma reforma política, o país precisa urgentemente também de uma grande reforma espiritual. Lamentavelmente, o Brasil está doente da alma e do espírito!

Vale destacar que a operação da Polícia Federal foi batizada de Timóteo em referência a passagem abaixo da primeira epístola a Timóteo, na Bíblia:

“Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos.’ (1 Timóteo 6: 9-10)