A HERANÇA MALDITA DO “MARKETING DIABÓLICO” DE DILMA

Foto: Reprodução pronunciamento na TV – janeiro/2013

Em março de 2013, durante uma cerimônia de entrega de um conjunto habitacional em João Pessoa, na Paraíba, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) disse que poderia fazer o diabo na hora da eleição.

“Nós podemos disputar eleição, nós podemos brigar na eleição, nós podemos fazer o diabo quando é a hora da eleição. Agora, quando a gente está no exercício do mandato, nós temos que nos respeitar, porque fomos eleitos pelo voto direto do povo brasileiro”, disse.

Pois bem. Analisando a sua campanha eleitoral de reeleição em 2014 – em que negou veementemente que o país estivesse passando por uma grave crise econômica – e, ao saber agora que os brasileiros terão que pagar energia elétrica mais cara até 2025 por conta de seu populismo eleitoral (assista AQUI ao vídeo sobre a redução da tarifa elétrica em 2013), visando sua reeleição, de fato, é possível constatar que a ex-presidente petista fez mesmo o diabo para se reeleger.

Concordo que campanha eleitoral é guerra, e vence quem tiver as melhores armas. Mas daí fazer o diabo como a campanha de Dilma fez, já é demais. Não só mentiram exageradamente sobre a realidade econômica do país, como também intervieram no setor elétrico de forma irresponsável só para ganhar a eleição. E quem arca agora com as consequências da farra ilusória da conta de luz barata, em 2013, é o consumidor. E ainda tem a recessão com mais de 13 milhões de desempregados.

Isso é o que podemos chamar de herança maldita do “marketing diabólico” de Dilma!

Que o “marketing diabólico (falsa realidade)” de Dilma sirva de exemplo para os governantes atuais não repetirem o mesmo erro. Vale destacar que, quanto mais conectada com a realidade e clara for a comunicação política nos dias atuais, mais credibilidade os governantes terão junto ao eleitorado.

Até porque depois que os reinos da fantasia de Dilma e Pezão (ele também disse em sua campanha que a situação econômica do Rio estava muito bem) foram desmascarados vai ser difícil de os eleitores acreditarem daqui pra frente em qualquer peça do “marketing político diabólico”. Fica a dica!

Clique AQUI para curtir a Fanpage do Blog do Vagner Rosa.

Capa de 22/02/2017