COM 1% NAS PESQUISAS, RODRIGO NEVES PODE SURPREENDER NA DISPUTA PARA GOVERNADOR DO RIO EM 2018

Em último lugar, com apenas 1,2% de intenção de votos nos dois cenários simulados pelo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas para o governo do Rio, divulgado ontem (16/07) pelo jornal O Dia, é fato que o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PV), não teria nenhuma chance de ultrapassar os principais adversários e tampouco derrotar o nome que aparece liderando a pesquisa, caso as eleições fossem hoje, como mostra o quadro abaixo:

No entanto, levando em consideração que toda pesquisa reflete apenas o momento atual e que ainda temos 15 meses pela frente até as eleições do ano que vem, a meu ver, Rodrigo Neves pode vir a surpreender na disputa para o governo estadual.

Vejamos a situação dos possíveis adversários do prefeito de Niterói, caso ele concorra ao governo do Estado:

Marcelo Crivella (PRB)

Apesar de ter seu nome conhecido em todo o Estado, deixar a Prefeitura do Rio com apenas dois anos de mandato poderá desgastá-lo politicamente. Além do mais, até agora, seu governo municipal continua sem grandes novidades. Ou seja, não há nada de excepcional, por enquanto, que justifique sua candidatura ao Executivo Estadual.

Romário (PODEMOS)

Conhecido nacionalmente por conta do futebol, tem surpreendido no campo político. No entanto, é cedo ainda para concorrer ao governo do Estado. Deveria tentar primeiro a Prefeitura da capital.

Eduardo Paes (PMDB)

Mesmo com algumas polêmicas envolvendo seu governo, sem dúvida alguma, Eduardo Paes é um candidato fortíssimo. No entanto, o seu partido, PMDB, está muito desgastado por conta da crise no Estado. Sua forte ligação com o ex-governador Sérgio Cabral, com certeza, deverá ser muito explorada na campanha.

Anthony Garotinho (PR)

Embora não possa ser menosprezado, o nome do ex-governador está muito desgastado. Não tem mais a força que tinha antes, principalmente no interior do Estado, onde sua influência política já foi mais expressiva. Vale lembrar que o clã Garotinho sofreu uma derrota em seu feudo eleitoral no ano passado. Não conseguiu eleger o candidato que apoiava para a Prefeitura de Campos dos Goytacazes.

Marcelo Freixo (PSOL)

Sem dúvida, Marcelo Freixo se tornou um nome expressivo da política fluminense. Entretanto, sua força eleitoral está fortemente associada à Zona Sul carioca. Além disso, seu discurso tem um viés esquerdista muito forte que atende apenas uma parcela da sociedade. Vale destacar que o eleitorado brasileiro está cada vez mais conservador.

Quanto aos outros nomes citados na pesquisa: Indio da Costa, Bernardinho, Lindbergh Farias, Rodrigo Maia, Tarcísio Motta e Bandeira Mello não há sinalizações reais de que concorrerão às eleições para governador.

Pois bem, diante desse cenário, Rodrigo Neves tem espaço para crescer e aparecer. Vale destacar que Neves está em seu segundo mandato como prefeito de Niterói, cidade que aparece no topo de rankings sobre qualidade de vida. Portanto, se ele souber se comunicar eficazmente com todo o Estado do Rio, terá tudo para surpreender na disputa para governador ano que vem.

Como diria Magalhães Pinto: “Política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou”.

2 ideias sobre “COM 1% NAS PESQUISAS, RODRIGO NEVES PODE SURPREENDER NA DISPUTA PARA GOVERNADOR DO RIO EM 2018

  1. Esse prefeito de Niterói está dando um show de administração, único município do RJ que continua com todo vapor as obras, pagamento em dia dos funcionários e apesar da violência ter crescido absurdamente, é a prefeitura de Niterói que vem abastecendo as viaturas e é a própria que vem mantendo as delegacias do município abertas…..governo show de bola.

  2. Só se este estado quer ser enterrado de vez!!! Fora com esse “atleta partidário” (PT, PV, PDT)!!! Espero que a Lava jato chegue à Niterói o mais breve possível!!!

Os comentários estão fechados.