FIM DE IGREJAS EM PRESÍDIOS??? NÃO SE COMBATE INTOLERÂNCIA RELIGIOSA COM MAIS INTOLERÂNCIA RELIGIOSA!!!

Audiência pública na Alerj contra intolerância religiosa – Foto: Divulgação

Em audiência pública contra intolerância religiosa, realizada nesta quinta-feira (5/10), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ), representantes das religiões de matriz africana entregaram um documento ao deputado e presidente da Comissão de Defesa de Direitos Humanos e Cidadania, Marcelo Freixo (PSOL), pedindo o fim de igrejas em presídios.

“Os ‘traficantes evangélicos’, os mesmos que vem destruindo templos e aterrorizando afro-religiosos, são arregimentados no cárcere e recebem anotações por ‘bom comportamento’ por suas conversões”, destacam os organizadores do documento.

Sou totalmente contra a intolerância religiosa, mas não é promovendo mais intolerância religiosa é que se vai combater esse grave problema. Propor o fim de igrejas em presídios pode acabar promovendo mais animosidade que paz.

Não é por que alguns criminosos se autoproclamam “traficantes de Jesus” e cometem atos reprováveis de vandalismo contra centros espíritas, que todos os evangélicos terão agora seus belos trabalhos de evangelização nos presídios prejudicados, não é mesmo? Espero que essa ideia absurda não prospere!

Na minha opinião, só há uma solução para combater os tais “traficantes evangélicos”: aplicar o rigor da lei.

As leis estão ai para serem aplicadas, e a Justiça para punir!