BOLSONARO GANHARIA BRINCANDO DE LULA, MAS SERIA ‘ESMAGADO’ POR HUCK

Ex-presidente Lula, deputado Jair Bolsonaro e apresentador Luciano Huck – Fotos: Divulgação

Hoje, todas as pesquisas de intenção de votos mostram uma polarização entre o ex-presidente Lula (PT) e o deputado Jair Bolsonaro (PSC) na disputa presidencial de 2018.

Caso Lula consiga concorrer às eleições – vai depender de uma absolvição na segunda instância sobre o caso do tríplex do Guarujá – e dispute com Bolsonaro um eventual segundo turno, a expectativa é que o polêmico deputado ganhe brincando do petista nas urnas.

Para derrotar Lula – que foi denunciado pelo Ministério Público como ‘grande idealizador’ de uma organização criminosa que promoveu o escandaloso assalto à Petrobras, entre outras denúncias de corrupção que pesam contra ele -, a tendência é que 90% dos eleitores brasileiros votem em Bolsonaro contra o ex-presidente mais corrupto do país em todos os tempos.

Já em um cenário sem Lula, mas com Luciano Huck, a situação muda de figura. Segundo alguns analistas políticos, o apresentador da Globo tem um potencial gigantesco de atrair votos tanto dos ricos quanto dos pobres, tanto dos conservadores quanto dos liberais. Além de moderados de centro-esquerda.

E vale ressaltar que o mercado começa levar a sério uma eventual candidatura de Luciano Huck.

Consciente da ameaça de uma futura candidatura do apresentador do Caldeirão e para tentar acalmar o mercado e aos brasileiros, Bolsonaro tratou logo de divulgar uma carta à sociedade nos moldes da “Carta ao Povo Brasileiro”, de Lula, em 2002. Confira abaixo:

“Comunicado aos cidadãos do Brasil:

Nos últimos dias o Dr. Adolfo Sachsida foi apresentado pela imprensa como o “conselheiro” do deputado Jair Bolsonaro. Conforme nota já divulgada, houve sim conversas com o talentoso economista.

Também entendemos o interesse da sociedade pela equipe de acadêmicos e profissionais que estão integrando nosso time.

Nesse sentido, podemos antecipar que já contamos com um sólido grupo, composto por professores de algumas das melhores universidades do Brasil e da Europa. Indivíduos que são referência na academia, com vários papers publicados em revistas ranqueadas, com larga experiência profissional e sem máculas em seus respectivos históricos.

Evidentemente que nenhum dos membros de nossa equipe defende ideias heterodoxas ou apreço por regimes totalitários.

Sabemos que estamos lidando com a vida e o futuro de centenas de milhões de pessoas. Assim, afirmamos que, absolutamente, todas as propostas serão pautadas pelo respeito aos contratos, respeito às leis e pelo TOTAL respeito à Constituição Brasileira.

Um amplo trabalho vem sendo desenvolvido há alguns meses e já existiram dezenas de reuniões. Não se tratando de algo rápido ou superficial.

Sabemos do momento dramático pelo qual o Brasil atravessa e estamos cientes que o nome de Jair Bolsonaro representa esperança de dias melhores para mais de duzentos milhões de brasileiros. Todavia, pedimos um pouco mais de paciência a todos, para que tudo seja feito de forma profissional, séria e ética. Como sempre será feito!

Brasil acima de todos e Deus acima de tudo.”