SERIA HUCK O SALVADOR DO ESTADO DO RIO?

Após causar reboliço no meio político, ameaçar as candidaturas de Lula e Bolsonaro e ver seu nome aprovado por 60% dos brasileiros, de acordo com pesquisa Ipsos, o apresentador Luciano Huck declarou em artigo publicado na edição desta segunda-feira (27), da Folha de São Paulo, que não será candidato à Presidência da República em 2018.

“Quem se interessa pelo que sou e faço pode acreditar: vou atuar cada vez mais, sempre de acordo com minhas crenças, em especial com a fé enorme que tenho neste país. Contem comigo. Mas não como candidato a presidente”, escreveu.

No entanto, parece que seu nome não será facilmente descartado como alternativa viável no campo desgastado da política tradicional.

Com a política fluminense em decadência – três ex-governadores presos e pretensos candidatos ao governo citados em casos de corrupção -, já há quem defenda o nome de Luciano Huck para governar o segundo Estado mais importante do país.

Muitos acreditam que Huck daria um novo rumo à desacreditada política fluminense.

Resta saber se ele toparia encarar essa empreitada. Aguardemos, pois, os próximos capítulos da novela “O fenômeno Huck”.

CABRAL SE DÁ MAL AO QUERER IMITAR LULA COM MORO

Em interrogatório, ex-governador Sérgio Cabral enfrenta o juiz Marcelo Bretas – Foto: Reprodução

Parece que os embates de Lula contra o juiz Sérgio Moro andaram inspirando o ex-governador Sérgio Cabral que, ontem (23/10), em audiência com o juiz Marcelo Bretas tentou constrangê-lo citando negócios de sua família. Além de tentar impor uma autoridade política que não tem mais.

“Não se lava dinheiro comprando joias. Vossa Excelência (Bretas) tem um relativo conhecimento sobre o assunto porque sua família mexe com bijuterias. Se não me engano, é uma empresa de bijuterias”, disse o ex-governador.

“Não recebi com bons olhos o interesse manifestado do acusado de informar que minha família trabalha com bijuteria. Esse é o tipo de coisa que pode ser entendida como ameaça”, respondeu Bretas.

Antes dessa discussão, o juiz havia perguntado se Cabral se sentia injustiçado e ele disse que “sem dúvida”.

“Queira o senhor ou não, eu fui o líder deste Estado, eu realizei neste Estado, eu trabalhei nesse Estado”, disse Cabral.

Bretas respondeu: “Mais uma vez, o senhor quer criar aquele discurso de injustiçado”, afirmou.

Pois bem. Após todo o bate-boca, o magistrado pediu a transferência de Cabral para um presídio federal.

Nesta terça-feira (24/10), o juiz federal Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal, negou habeas corpus pedida pela defesa do ex-governador para impedir a transferência do peemedebista para uma cadeia fora do Rio.

Cabral deve ir para um presídio de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Isso é que dá querer imitar Lula.

NA SURREAL PROPAGANDA DO PT, LULA E DILMA SÃO “SANTOS”. E TEMER E A GLOBO SÃO “DEMÔNIOS”

O atual presidente Michel Temer foi escolhido a dedo por Lula para ser vice da ex-presidente Dilma – Foto: Divulgação

Ontem (12/10), no dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, o PT levou ao ar uma propaganda política com a clara intenção de influenciar o telespectador de que vivíamos num paraíso, durante os governos Lula e Dilma, e não sabíamos.

Na surreal propaganda do PT, a atual crise econômica e o desemprego alto são obras exclusivas do presidente Michel Temer. Ou seja, nem Lula nem Dilma tiveram qualquer responsabilidade pela recessão econômica que desempregou mais de 14 milhões de brasileiros.

Segundo a peça publicitária, Lula é perseguido pela Globo e pela Justiça, que não consegue provar nada contra o ex-presidente petista, o qual querem impedi-lo de voltar à Presidência da República.

Resumindo: para o PT, Lula e Dilma são “santos”. Enquanto que Temer, a Globo e a Justiça (Lava Jato) são os verdadeiros demônios que destruíram o paraíso criado por eles.

Detalhe: só esqueceram de dizer que o “demônio” Temer foi escolhido a dedo pelo “santo” Lula para ser vice da “santa” Dilma.

Quanta contradição, não é mesmo? Só rindo muito dessa cômica propaganda petista. rs

COM MEDO DA “MIJADA DO CABRAL”, GAROTINHO PEDE ESCOLTA POLICIAL A PEZÃO

Ex-governadores Anthony Garotinho e Sérgio Cabral – Fotos: Divulgação

O ex-governador Anthony Garotinho (PR) tomou conhecimento de que o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) teria dito a colegas de cela, no presídio em Benfica, que “ainda iria mijar” em sua sepultura.

Temeroso com a indireta de seu arquiinimigo político, Garotinho, então, resolveu pedir escolta policial ao governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). É o que informa nota da coluna Informe, do jornal O Dia, publicada neste sábado (7/10).

Desconfiado – afinal Pezão foi eleito com apoio de Cabral -, Garotinho ainda pede que ele mesmo possa escolher os policiais que venham a fazer sua segurança.

Será que Pezão vai atender o pedido do Garotinho medroso?

BOLSONARO ESTÁ PRESTES A RASGAR SUA BANDEIRA ANTICORRUPÇÃO

Deputado Jair Bolsonaro e ex-deputado Valdemar da Costa Neto – Fotos: Estadão e Veja

A Folha de São Paulo publicou nesta quarta-feira que o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) – vice-líder na disputa presidencial de 2018 – está cogitando se filiar ao Muda Brasil, partido ligado ao ex-deputado condenado no esquema do Mensalão, Valdemar da Costa Neto.

Caso isso aconteça, Bolsonaro, que estava quase se filiando ao Patriota – novo nome do Partido Ecológico Nacional (PEN) -, perderá autoridade em uma de suas bandeiras mais aguerrida e sedutora: a da anticorrupção.

Como falar contra a corrupção filiado a um partido ligado a um deputado condenado no escândalo do Mensalão? Contraditório, não é mesmo? Saiba mais AQUI.

LULA FICA PUTO AO SABER QUE 54% O QUEREM PRESO

Ex-presidente Lula – Foto: AP / Andre Penner

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva está revoltado com o resultado da pesquisa Datafolha, que apontou que 54% dos brasileiros o querem ver atrás das grades.

Em evento ontem (1/10) no Rio, o político que se autointitula a “alma mais honesta do país” contestou os dados do Datafolha, o mesmo instituto que divulgou no último sábado (30/09) a liderança do petista na disputa presidencial de 2018, com 35%.

“Hoje, fiquei estarrecido. A Folha de S.Paulo faz uma pergunta com a seguinte frase: Você acha que o Lula deve ser preso em função das denúncias da Lava Jato? E 56% dizem que eu deveria ser preso. A pergunta não é essa. A Polícia Federal mente quando faz inquérito, o Ministério Público mente quando faz denúncia e o senhor Moro não deveria aceitar. Mas como está predestinado a não deixar Lula voltar, vai aceitar todas as mentiras.”, contestou.

“Todo dia eles me prendem, todo dia inventam um crime que eu não cometi”, afirmou o virtual candidato do PT à Presidência do Brasil.

Não resta a menor dúvida de que uma grande parcela da população brasileira gostaria de ver Lula na cadeia. Só mesmo os seguidores fanáticos da seita petista é que acreditam que Lula seja um verdadeiro santo.

Todavia, é fato que a pesquisa do Datafolha chama a atenção pelas contradições.

Como é que Lula pode liderar as intenções de voto e vencer todos os seus adversários se 54% dos entrevistados querem vê-lo preso e 87% querem um candidato com passado limpo, sem qualquer envolvimento com corrupção?

Que eu saiba, Lula não é um candidato com passado limpo. Ou será que a Justiça está cometendo uma grande heresia contra o santo homem do PT?

Tirem suas próprias conclusões.

54% QUEREM LULA ATRÁS DAS GRADES. OU: O PETISTA PODE ESQUECER SEU RETORNO À PRESIDÊNCIA

Datafolha, o mesmo instituto de pesquisa que divulgou ontem (1/10) o crescimento e a liderança do ex-presidente Lula na disputa presidencial de 2018, divulgou nesta segunda-feira que 54% dos brasileiros querem ver o petista atrás das grades.

Com isso, podemos concluir que Lula jamais será novamente presidente do Brasil.

Mesmo que ele venha ser absolvido em segunda instância, no caso do tríplex do Guarujá, o ex-presidente ainda é réu em outros cinco processos. Ou seja, Lula sempre estará na mente desses 54% como um político merecedor da cadeia. E é fato que ninguém consegue se eleger com mais de 40% de rejeição.

A pesquisa do Datafolha também registrou que 89% dos entrevistados querem que a Câmara dos Deputados dê prosseguimento à denúncia por organização criminosa e obstrução de Justiça contra o presidente Michel Temer, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Confira mais detalhes da pesquisa AQUI.