QUAQUÁ QUER UM PT MAIS À DIREITA COM LULA E RENAN

Washington Quaquá e o encontro entusiasmado de Lula e o senador Renan Calheiros na caravana do ex-presidente pelo Nordeste – Fotos: Divulgação

Na última segunda-feira (28/08), no site do partido, o presidente do PT do Rio de Janeiro e ex-prefeito de Maricá, Washington Quaquá, publicou um polêmico artigo em que recorreu à uma retórica mirabolante para defender o encontro entusiasmado entre Lula e o senador Renan Calheiros (PMDB), acontecido na semana passada, na passagem da caravana do ex-presidente por Alagoas.

Além de defender uma aliança entre os dois políticos, no final do artigo intitulado “Por um partido lulista, burguês e reformista”, Quaquá deixa bem claro que gostaria de ver um PT mais à direita:

“O Brasil precisa de um novo partido burguês, com programa reformista mínimo, pactuando com as lideranças políticas regionais. Um partido que banque a proposta de uma nova constituinte e que avance na construção do estado burguês de bem estar social. O socialismo é uma aposta futura e de transição. Nesse período, a transição ainda é burguesa e o será por muitos anos. Por isso, é centro da estratégia política montar um partido lulista, burguês e reformista!”, disse o polêmico petista de Maricá.

Parece que Quaquá está ficando de saco cheio com o discurso da esquerda petista.

LULA ESTÁ INCOMODADO COM O DECLÍNIO DO PT NO RIO

Prefeito de Maricá Fabiano Horta (PT) – Foto: Divulgação

Além da preocupação constante com o crescimento do prefeito de São Paulo e pré-candidato à presidência da República, João Dória (PSDB), o ex-presidente Lula está também muito incomodado com a performance do PT no Rio.

De acordo com nota publicada na coluna Informe do Dia, nesta quinta-feira (6), Lula dirá no Congresso Nacional do partido, no próximo dia 27, que o PT precisa recuperar a força que já teve um dia em São Paulo e ter mais protagonismo no Estado do Rio, onde o partido está em crescente declínio.

Atualmente, o reduto do PT fluminense se restringe apenas à cidade de Maricá, governada pelo petista Fabiano Horta, que tem andado descontente com certas atitudes do presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Washington Quaquá (veja AQUI).

Curta AQUI a fanpage do Vagner Rosa para você ficar bem informado sobre os fatos relevantes da política e do cotidiano da Região Leste Fluminense.

SEM MUITA PACIÊNCIA COM QUAQUÁ, PREFEITO DE MARICÁ PODE DEIXAR O PT A QUALQUER MOMENTO

Ex-prefeito de Maricá Washington Quaquá, e o atual Fabiano Horta – Fotos: Agência O Globo

Nos bastidores da política maricaense não se fala em outra coisa. O prefeito de Maricá, Fabiano Horta, pode deixar o PT a qualquer momento.

O motivo são os constantes desentendimentos com o ex-prefeito da cidade e atual presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Washington Quaquá.

Horta tem se sentido cada vez mais desconfortável com as intromissões de seu criador em seu governo. Sem muita paciência, o prefeito vem ignorando algumas orientações de seu padrinho político.

E por falar em deixar o PT, O Globo de hoje noticiou que sob a Operação Lava-Jato, o Partido dos Trabalhadores acumula sua maior perda de filiados na história, superior àquela sofrida após o escândalo do mensalão.

De 2016 até maio deste ano, o partido registrou uma redução de 7.458 integrantes, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A maior parte (3.875) deu-se nos cinco meses de 2017. Saiba mais AQUI.

Clique AQUI para curtir a fanpage do Blog do Vagner Rosa.