RODRIGO NEVES É O NOVO PRESIDENTE DO CONLESTE

Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e o prefeito de Itaboraí, Sadinoel Souza, tomaram posse em Friburgo – Foto: Divulgação / Leonardo Simplício

Criado com o objetivo de definir estratégias e atuação conjuntas diante dos impactos gerados pelo projeto do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ), o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Leste Fluminense (CONLESTE) continua atuante mesmo com o futuro incerto do Comperj. O propósito das 15 cidades integrantes do Consórcio é continuar trabalhando em conjunto para o progresso da região.

O prefeito de Niterói Rodrigo Neves acaba de ser eleito o novo presidente do Conleste para o biênio 2017-2018. Sadionel Souza, prefeito de Itaboraí, é o vice.

Logo após a transmissão do cargo feita pelo presidente Helil Cardoso, realizada ontem (30/06) em Nova Friburgo, Rodrigo Neves agradeceu pela confiança dos representantes das 15 cidades integrantes do Conleste e afirmou que vai trabalhar pela recuperação econômico-financeira das cidades da região.

“Conduzir o Conleste na atual conjuntura do país e do estado, é algo desafiador e exige dedicação. Nós vivemos o momento mais difícil da história da República brasileira. Temos uma crise que não é apenas econômica. Ela é institucional e política. Governar nossas cidades nesse contexto não é trivial. E para nós, prefeitos aqui do Rio de Janeiro, o desafio é maior ainda, pois é a unidade da federação que vive a pior situação no país. Outros estados passam por uma crise, mas conseguem honrar compromissos, o que não acontece no nosso estado”, analisou Neves.

O presidente do Conleste, no entanto, afirmou que disposição não faltará:

“Temos um desafio muito grande na crise, mas a crise também cria oportunidades extraordinárias, pois dela nascem as boas estratégias e inovações na gestão pública. Boa parte do que implantamos em Niterói surgiu em função da crise. É com esse espírito que temos de administrar nossas cidades. Estou muito animado, com muita garra e disposição. Vocês terão um presidente com foco no consórcio. Vamos investir recursos de Niterói para fortalecer o Conleste, pois entendemos que Niterói não terá um desenvolvimento sustentável se ao nosso redor não houver o mesmo tipo de crescimento. Juntos somos mais fortes e juntos podemos crescer.”

Sadinoel reforçou a necessidade de união entre todos para superação das dificuldades que já existem e as adversidades que surgirem.

“Hoje uma das nossas prioridades deve ser a de ajudar imediatamente os municípios que estejam enfrentando os maiores problemas. Itaboraí sozinha é muito fraca. Silva Jardim sozinha é fraca. São Gonçalo sozinha é fraca, mas nós, como consórcio, teremos muita força. Se não houver essa união, não adianta”, disse.

Estiveram presentes ao encontro os prefeitos e representantes das cidades Araruama, Casimiro de Abreu, Maricá, Saquarema, Silva Jardim, Cachoeiras de Macacu, Guapimirim, Magé, São Gonçalo e Tanguá.

Clique AQUI para curtir a fanpage do Blog do Vagner Rosa.

CAIDINHO DE QUATRO POR RODRIGO NEVES, PDT REJEITA GAROTINHO

De acordo com nota do Informe do Dia, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) não quer saber de Anthony Garotinho (PR) de volta aos seus quadros.

“Foi uma rejeição praticamente unânime”, disse o presidente do partido, Carlos Lupi, após submeter o nome do ex-governador do Rio à análise do diretório nacional e de deputados pedetistas.

Já em relação ao nome de Rodrigo Neves (PV), o caso muda de figura. “Aí a situação inverte. Há quase uma aceitação unânime”, afirma Lupi.

Neves é um dos nomes cotados para concorrer ao Governo do Estado pelo PDT. O outro é Eduardo Paes (PMDB), que ainda não se decidiu sobre o partido que deverá se filiar.

Mas há quem diga que o PDT está mesmo é caidinho de quatro pelo prefeito de Niterói.

Clique AQUI para curtir a fanpage do Blog do Vagner Rosa.

OS POSSÍVEIS CANDIDATOS A GOVERNADOR DO RIO EM 2018

A eleição estadual é só ano que vem, mas sabe como é que é a política, ? As movimentações acontecem com bastante antecedência.

Saibam os nomes que já circulam nos bastidores da política fluminense para a disputa do governo do Estado do Rio em 2018:

Eduardo Paes (PMDB)

O ex-prefeito da cidade do Rio de Janeiro é candidatíssimo. Os próximos passos será trocar de partido. Ele está estudando em qual ninho deverá pousar: PDT, PSB, DEM ou PSDB.

Anthony Garotinho (PR)

É outro que é candidatíssimo. Após a prisão de Sérgio Cabral e a derrocada do PMDB no Estado, o ex-governador Anthony Garotinho criou alma nova para uma nova disputa ao governo do Estado. Tanto é que ele não tem tirado da boca a expressão “Eu avisei“, sobre os esquemas de corrupção envolvendo seu arquiinimigo Cabral e outros nomes do PMDB fluminense.

Rodrigo Neves (PV)

Algumas pessoas próximas do prefeito de Niterói não negam que um dos sonhos políticos de Rodrigo Neves é ser governador do Estado. Já seus opositores têm certeza absoluta que ele concorrerá à eleição estadual de 2018. Há quem diga que os gastos milionários de publicidade da Prefeitura niteroiense sinalizam sua intenção.

Jorge Picciani (PMDB)

É outro também que sonha governar o Estado do Rio. Caso Eduardo Paes leve mesmo adiante a sua ideia de sair do PMDB, tudo leva a crer que Picciani deverá ser o candidato do partido em 2018.

Luciano Huck

Após a primeira e bem-sucedida empreitada política de João Doria para a Prefeitura de São Paulo, Luciano Huck poderá ser o próximo apresentador de TV a ingressar na política. Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o nome de Huck é cogitado para o governo do Estado. Em 2014, o PSDB tentou lançar o carismático apresentador global para chefe do Executivo estadual fluminense.

Devido sua forte influência nas camadas mais populares por causa dos quadros de apelo social exibidos em seu programa de TV, alguns partidos adorariam ter o apresentador como candidato ao Palácio da Guanabara. Resta saber se, dessa vez, Huck está propenso a entrar para a política.

Pois bem. Desses cinco nomes, é praticamente certo que três (Eduardo Paes, Garotinho e Rodrigo Neves) deverão concorrer. Quanto aos outros dois (Picciani e Huck), aguardemos o desenrolar dos acontecimentos.

Curta a Fanpage do Blog Vagner Rosa AQUI