NEM CIRO NEM HADDAD, VOTOS DE LULA VÃO PARA HUCK

Apresentador Luciano Huck, ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, e ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad – Fotos: Divulgação

Caso o ex-presidente Lula seja condenado em segunda instância e seja impedido de disputar a Presidência da República, seus votos não iriam nem para Ciro Gomes (PDT) nem para Fernando Haddad (PT), possíveis nomes de um plano B dos petistas. Pasmem, quem seria beneficiado com a preferência dos eleitores lulistas é o apresentador Luciano Huck.

De acordo com o site O Antagonista, uma pesquisa inédita realizada em agosto, mostrou que num cenário sem Lula, o global herda entre 40% e 60% de seus votos, sobretudo entre os mais pobres.

Nesta quarta-feira (18/10), em seu artigo publicado na Folha, Luciano Huck nega que seja candidato ao Planalto: “Reafirmo que continuo achando que, de onde estou, fora do dia a dia da política, minha contribuição pode ser mais efetiva e relevante”, afirma.

Mas declara que apoiará movimentos da sociedade civil que se organiza para atuar na política:

“Tenho pensado, lido, refletido e ouvido muita gente sobre os melhores caminhos para tirar o Brasil desta triste situação em que nos encontramos. Os caminhos divergem, mas nunca vi tanta gente genuinamente empenhada em contribuir e se envolver. Como já me comprometi publicamente antes, quero e vou participar deste processo de renovação política no Brasil”, disse.

Leia o artigo na íntegra AQUI.

SENADO SALVA AÉCIO, E PT FAZ TEATRO DE QUINTA CATEGORIA

Plenário do Senado durante votação sobre afastamento de Aécio Neves – Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Por 44 votos a 26, o Senado derrubou nesta terça-feira (17/10) o afastamento parlamentar de Aécio Neves imposto pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Alguém ainda tinha dúvidas de que esse resultado poderia ter sido diferente? Com vários senadores envolvidos em casos de corrupção, o que prevaleceu foi o velho corporativismo de sempre. Amanhã, qualquer outro senador poderia se encontrar numa situação parecida com a de Aécio.

Quanto aos votos contrários, tudo não passou de pura encenação. Agora, quem fez mesmo teatro de quinta categoria foram os senadores petistas.

Vale lembrar que o PT criticou o STF por ter afastado Aécio. Chegou até soltar uma nota se posicionando publicamente a favor da manutenção do tucano no Senado:

“A resposta da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal a este anseio de Justiça foi uma condenação esdrúxula, sem previsão constitucional, que não pode ser aceita por um poder soberano como é o Senado Federal.

Não existe a figura do afastamento do mandato por determinação judicial. A decisão de ontem é mais um sintoma da hipertrofia do Judiciário, que vem se estabelecendo como um poder acima dos demais e, em alguns casos, até mesmo acima da Constituição.

O Senado Federal precisa repelir essa violação de sua autonomia, sob pena de fragilizar ainda mais as instituições oriundas do voto popular. E precisa também levar Aécio Neves ao Conselho de Ética, por ter desonrado o mandato e a instituição. Não temos nenhuma razão para defender Aécio Neves, mas temos todos os motivos para defender a democracia e a Constituição.”

Após a divulgação dessa nota, o PT foi muito criticado e zombado nas redes sociais. A militância e petistas históricos repudiaram o apoio do partido ao senador Aécio Neves.

Pois bem. Nesta terça-feira, para não irritar a militância, os senadores petistas votaram “sim” pelo afastamento do tucano. Não passou de uma grande encenação de quinta categoria.

Veja AQUI como votou cada senador.

DILMA QUER REASSUMIR A PRESIDÊNCIA. OU: QUEM QUER DE VOLTA A GERENTONA INCOMPETENTE?

O então vice e atual presidente Michel Temer e a ex-presidente Dilma Rousseff – Foto: Divulgação

Após o corretor Lúcio Funaro contar em sua delação que o ex-deputado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, teria comprado votos de parlamentares em favor do impeachment de Dilma, a defesa da ex-presidente petista pretende usar o seu depoimento no pedido de anulação do processo que a tirou da Presidência da Republica.

“Entendemos que na defesa da Constituição e do Estado Democrático de direito, o Poder Judiciário não poderá deixar de se pronunciar a respeito, determinando a anulação do impeachment de Dilma Rousseff, por notório desvio de poder e pela ausência de qualquer prova de que tenha praticado crimes de responsabilidade”, afirma o advogado José Eduardo Cardozo.

Já a defesa de Eduardo Cunha afirma que qualquer estudante de direito sabe que delação não comprova nada e desafia o Sr. Lúcio Funaro ou os advogados da ex-presidente Dilma a provarem a compra de um voto sequer.

O curioso disso tudo, caro leitor, é que Dilma sempre desqualificou todas as delações em que o seu nome foi citado. “Eu não respeito delator”, disse a ex-presidente em várias ocasiões. Segundo ela, delatores constroem versões falsas e fantasiosas para conseguir a liberdade e a redução de pena.

E como é que agora ela está acreditando piamente nessa delação do Funaro? Quanta contradição e hipocrisia, não é mesmo?

É uma senhora totalmente sem noção. Se ela sonha em voltar ao cargo, pode esquecer. Ninguém a quer de volta: nem o povo nem o Planalto. E tampouco o Congresso Nacional.

Além do mais, o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já tendo conhecimento da tal delação de Funaro, antes de deixar a PGR, no mês passado, emitiu um parecer contrário ao pedido da ex-presidente para anular o impeachment e voltar ao cargo.

“O processo de impeachment foi autorizado e conduzido com base em motivação idônea e suficiente, não havendo falar em ausência de justa causa. Não fosse a prova produzida suficiente, aos olhos dos senadores, muito provavelmente não haveria condenação por tão expressiva maioria (61 de 81 votantes)”, escreveu Janot.

Leia AQUI a íntegra do parecer emitido por Rodrigo Janot.

CHAMADA DE ‘DEMÔNIO’ POR BISPO CATÓLICO, A QUEM A GLOBO AGRADA?

Bispo da Diocese de Apucarana (PR), Dom Celso Antônio Marchiori – Foto: Reprodução

Não é de hoje que a Globo é duramente criticada pelos petistas, esquerdistas em geral e pelos evangélicos.

E de uns tempos pra cá, desde que a direita se despontou com força total no cenário político brasileiro, a emissora carioca passou a ser alvo também de críticas por parte dos conservadores.

E vista como um canal simpático aos católicos, a Globo já não tem mais agradado a essa denominação religiosa.

Um vídeo do bispo da Diocese de Apucarana (PR), Dom Celso Antônio Marchiori, em que ele chama a emissora de ‘demônio’ e pede aos fiéis para não assisti-la mais, não só viralizou nas redes sociais, como também foi publicado em diversos blogs e sites de esquerda, de direita, e de segmentos evangélicos e católicos.

“Nós, católicos, não deveríamos mais assistir nenhuma novela da Rede Globo. Aliás, nós, católicos, não deveríamos assistir mais a Rede Globo, porque a Rede Globo é um demônio dentro das nossas casas”, declarou o religioso.

O fato curioso é que, apesar de ser sistematicamente criticada na internet por diversos grupos da sociedade, a Globo segue líder de audiência em todo o país. Principalmente, a polêmica novela de Glória Perez, “A Força do Querer”, que vem registrando altos índices no ibope.

Sendo assim, a pergunta que não quer calar é: a quem, então, a Globo agrada?

É um caso a ser estudado, não é mesmo?

Assista ao vídeo:

“BOLSONARO NÃO DURA SEIS MESES NA PRESIDÊNCIA”, DIZ O GURU DA DIREITA, OLAVO DE CARVALHO

Olavo de Carvalho, nos Estados Unidos – Foto: Jay Westcott / Polaris Images

Embora residente nos Estados Unidos, Olavo de Carvalho é considerado atualmente o guru da direita brasileira.

Com 380 mil seguidores no Facebook e 190 mil no Twitter, o filósofo direitista tem conquistado cada vez mais fãs, que compartilham aos montes suas ideias conservadoras nas redes sociais.

Citado pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC) como uma de suas referências, Olavo diz que, por ser o único candidato “desvinculado do capital internacional”, ele teria seu voto.

Na matéria publicada ontem (13/10) pela Época Online, o ideólogo conservador disse que tinha um encontro marcado com o presidenciável, que se encontra em viagem pelos Estados Unidos. Mas o encontro foi substituído por uma conference call.

“Adianta eleger o Bolsonaro? Claro que não. Nessas condições, ele não dura seis meses na Presidência. Eu queria dar alguns conselhos no caso de ele ser eleito. Mas não posso contar quais”, ri Olavo.

Veja a matéria completa sobre o guru da direita AQUI.

PARA AJUDAR CIRO GOMES, PDT QUER RODRIGO NEVES PARA GOVERNADOR DO RIO

Ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, e prefeito de Niterói, Rodrigo Neves – Fotos: Divulgação

A estagnação do presidenciável Ciro Gomes nas pesquisas de intenção de votos – não sai da casa dos 5% – tem preocupado o PDT.

Para ajudar Ciro a se deslanchar, o partido brizolista pretende apostar suas fichas numa possível candidatura do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PV), ao governo do Rio.

O convite já foi feito, e Neves ficou de dar uma resposta até o final de outubro. Informa nota da Coluna Radar, da Veja.

Resta saber se Rodrigo Neves conseguirá alavancar Ciro Gomes. O grande problema do presidenciável pedetista é o seu comportamento político bipolar. Ora, parece ter encontrado o equilíbrio. Ora, parece, cada vez mais, fanfarrão e falastrão.

NA SURREAL PROPAGANDA DO PT, LULA E DILMA SÃO “SANTOS”. E TEMER E A GLOBO SÃO “DEMÔNIOS”

O atual presidente Michel Temer foi escolhido a dedo por Lula para ser vice da ex-presidente Dilma – Foto: Divulgação

Ontem (12/10), no dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, o PT levou ao ar uma propaganda política com a clara intenção de influenciar o telespectador de que vivíamos num paraíso, durante os governos Lula e Dilma, e não sabíamos.

Na surreal propaganda do PT, a atual crise econômica e o desemprego alto são obras exclusivas do presidente Michel Temer. Ou seja, nem Lula nem Dilma tiveram qualquer responsabilidade pela recessão econômica que desempregou mais de 14 milhões de brasileiros.

Segundo a peça publicitária, Lula é perseguido pela Globo e pela Justiça, que não consegue provar nada contra o ex-presidente petista, o qual querem impedi-lo de voltar à Presidência da República.

Resumindo: para o PT, Lula e Dilma são “santos”. Enquanto que Temer, a Globo e a Justiça (Lava Jato) são os verdadeiros demônios que destruíram o paraíso criado por eles.

Detalhe: só esqueceram de dizer que o “demônio” Temer foi escolhido a dedo pelo “santo” Lula para ser vice da “santa” Dilma.

Quanta contradição, não é mesmo? Só rindo muito dessa cômica propaganda petista. rs